Dia das Mulheres
Dia das Mulheres

... pra ser gentil com elas também

Já reparou que gentileza é viciante e extremamente contagioso? Não precisa de pesquisa, é fato: o bem deixa todo mundo mais feliz. Quando você é gentil consigo mesma, não tem jeito, transborda.

E num mundo onde o combate ao machismo esbarra constantemente em um conservadorismo que é cultural, viciar as relações femininas em confiança e apoio mútuo precisa ser prioridade máxima.

Já tem a semente da gentileza em você? Passe adiante! Esse é um ciclo vicioso e infinito, onde os frutos sempre retornam pra você mesma.

Dia das Mulheres
Dia das Mulheres

... pra servir de exemplo

E se, da próxima vez que for se inspirar, você priorizar os exemplos femininos? Mulheres em posição de destaque e referência não só transformam o meio em que vivem, como melhoram tudo pra todo mundo.

Diversidade cultural, religiosa, sexual… Tudo isso tem mais brilho nos olhos femininos. Ter mais e mais mulheres envolvidas nas decisões práticas significa aumentar o tamanho do abraço a causas humanitárias como essas.

Ainda que, muitas vezes, o óbvio seja ignorado, a igualdade de gênero (um direito!) em todos os âmbitos da vida em sociedade tem impactos mágicos na formação das novas gerações, seja através da abertura de novas portas, do combate ao preconceito ou da identificação via representatividade.

O poder do bom exemplo é incrível e transformador. Faça sua parte nessa corrente!

Dia das Mulheres

... pra se acostumar a não aceitar do mundo nada diferente disso

Falar é bem mais fácil – a gente sabe –, mas a batalha feminina por respeito e igualdade não precisa de ainda mais adversários.

Mudar o mundo não depende só de você e de suas transformações internas, é verdade, mas, numa corrida extremamente desleal e injusta, qualquer impulso na direção certa é um aliado.

Será que não vale o esforço?

Dia das Mulheres