É assim mesmo. Por questão de hábito, fuga dos problemas ou mesmo falta de percepção, não pensamos no que ingerimos diariamente – e muito menos na consequência disso.

Ao invés de pensar no que estamos comendo, acabamos comendo o que estamos pensando.

Esses maus hábitos alimentares geram um círculo vicioso e, quando tomamos consciência, nosso organismo já está pedindo socorro.

Portanto, antes de ingerir um alimento que você sabe que vai te fazer mal, pare e pense. Mudança de peso requer mudança de comportamento. Esse é o primeiro – e mais importante – passo.

O que eu preciso saber sobre a obesidade?

A obesidade é uma doença crônica caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal. Para saber como você está, o parâmetro utilizado mundialmente é índice de massa corporal (IMC).

Para calculá-lo, é simples:

Índice de massa corporal = peso (quilos) ÷ altura² (metros)
Ou digite IMC no Google para fazer
o cálculo on-line.

Interpretação do resultado:
Abaixo do peso = IMC abaixo de 18,5
Peso normal = IMC entre 18,5 e 24,99
Sobrepeso = IMC entre 25 e 29,99
Obesidade = IMC acima de 30

A obesidade acontece por conta de vários fatores que podem agir isoladamente ou em conjunto. Entre eles está a ingestão aumentada de calorias, a diminuição da atividade física, a idade, além de fatores genéticos e emocionais.

Outras causas conhecidas:
• ansiedade
• nervosismo/estresse
• depressão
• doenças metabólicas
• hereditariedade

Inteligente como é, o organismo humano age rapidamente quando percebe que alguma coisa errada. Quando você faz uma dieta restritiva e emagrece rapidamente, o organismo detecta essa perda brusca de massa corporal e diminui a velocidade do metabolismo para economizar energia. O resultado disso é que quando você termina a dieta, seu organismo está no “modo de economia” e rapidamente você ganha todo o peso que perdeu. E para piorar, ele fica ainda mais resistente à perda de peso.

Como evitar o efeito sanfona?
– Fuja das dietas restritivas
2 – Não tome medicamentos para emagrecer por conta própria
3 – Tome bastante água durante o dia e não passe fome
– Faça exercícios físicos com orientação médica

Como a obesidade é provocada por uma ingestão de energia maior do que o organismo está gastando, a forma mais simples e efetiva de emagrecer é a adoção de um estilo de vida mais saudável, com menor ingestão de calorias e aumento das atividades físicas. Essa mudança não só provoca redução de peso e reversão da obesidade, como facilita a manutenção do quadro saudável.

Outros métodos:
Medicamentoso
Contribui de forma modesta e temporária e, além disso, favorece o efeito sanfona.

Cirúrgico
Assim como qualquer dieta, requer mudança de comportamento do paciente.